09

Mar

24

Apr

Seg


23H00

Ver Preços

Mão Morta (evento suspenso)

École des Maîtres 2020 com Claudio Tolcachir

um dos mais significativos projetos internacionais de formação teatral avançada co-organizado, em Portugal, pelo Teatro Académico de Gil Vicente e pelo Teatro Nacional D. Maria II

École des Maîtres 2020 — Curso Internacional Itinerante de Aperfeiçoamento Teatral
Com Claudio Tolcachir (Argentina)
Curso A Criação Acidental
Período de trabalho 28 ago – 17 out 2020
Prazo limite de candidaturas (extensão do prazo de candidaturas) 24 abr 2020

A École des Maîtres é um dos mais significativos projetos internacionais de formação teatral avançada. Desde 2019 é co-organizado em Portugal pelo Teatro Académico de Gil Vicente e pelo Teatro Nacional D. Maria II. Esta edição decorre com o apoio de quatro países europeus – Bélgica, Itália, França e Portugal – e tem como objetivo relacionar artistas europeus com idades entre os 24 e os 35 anos, oriundos de escolas de teatro europeias e com experiência profissional, com encenadores de renome internacional. A École des Maîtres é um projeto de formação teatral avançado idealizado por Franco Quadri em 1990.

A edição deste ano será orientada pelo ator e encenador argentino Claudio Tolcachir e terá início em Udine (28 de agosto a 8 de setembro de 2020) e prosseguirá com etapas de trabalho e apresentações públicas nas diversas sedes europeias do projeto: Roma (9 a 11 de setembro); Lisboa (25 e 26 de setembro); Coimbra (27 a 29 de setembro); Liège (30 de setembro a 3 de outubro); Caen (5 a 12 de outubro) e Reims (13 a 17 de outubro). Para frequentar a École des Maîtres serão selecionados 16 atores (quatro atores/atrizes de cada país participante).

Durante o processo de trabalho a língua usada será maioritariamente o espanhol. Cada ator trabalhará na sua própria língua, mas é aconselhável o conhecimento da língua espanhola e/ou inglesa e/ou italiana.

Audição
Numa primeira fase, serão pré-selecionados 30 candidatos, partindo da avaliação dos curriculum vitae e cartas de motivação. O júri convocará os candidatos para a audição que foi reagendada para o dia 22 de maio no Teatro Nacional D. Maria II. Para a audição, os candidatos deverão preparar um monólogo com duração máxima de 10 minutos.

As despesas com eventuais deslocações e alojamento deverão ser suportadas pelo candidato. Aos quatro candidatos/as portugueses selecionados/as será assegurada a frequência gratuita no curso, estadia (alimentação e quarto duplo) e deslocações nos países em que se desenvolverá o projeto.

Requisitos
— Idade entre os 24 e os 35 anos (nascidos entre 1/1/1985 e 31/12/1996);
— Licenciatura em artes do espetáculo ou experiência profissional relevante nos últimos dois anos;
— Pelo menos dois anos de exercício da atividade profissional, além daqueles realizados na escola/academia;
— Não ter participado em edições anteriores da École des Maîtres.

Candidaturas
A candidatura deverá ser apresentada até ao dia 24 de abril (extensão do prazo de candidaturas)  obrigatoriamente através do email producao@tagv.uc.pt;
Nome, morada, contacto e-mail e telemóvel;
Currículo profissional detalhado;
Máximo de 3 fotos com alta resolução em formato jpeg;
Carta de motivação;
Declaração de compromisso para frequentar sem interrupções a École des Maîtres;
Fotocópia legível de um documento de identificação.

Júri
— Crista Alfaiate, Fernando Matos Oliveira, Magda Bizarro e Paula Diogo

 

Claudio Tolcachir ator, encenador, professor e dramaturgo. Nasceu em Buenos Aires, em maio de 1975. Como ator, participou em mais de 30 peças, dirigido por Daniel Veronese, Norma Aleandro, Carlos Gandolfo e Roberto Villanueva, entre outros. Como encenador, em 1998, fundou juntamente com a sua equipa a companhia TIMBRE 4, com a qual levou a palco “Chau Misterix” de Mauricio Kartún; “Euridice” de Jean Anouilh; “Jamón del diablo” sobre textos de Roberto Arlt; “Lisístrata” de Aristófanes e “La Omisión de la Familia Coleman”, “Tercer Cuerpo”, “El Viento en un Violín”, “Emilia” (também apresentada em Espanha e Itália), “Dinamo” e “Próximo”, peças estas da sua autoria.
Dirigiu ainda “Atendiendo al Sr. Sloane” de Joe Orton; “Agosto” de Tracy Letts; “Todos Eran mis Hijos” de Arthur Miller (peça criada em Buenos Aires e também apresentada no Teatro Español de Madrid); “Tribus” de Nina Raines; “Ay amor divino” de Mercedes Moran; “La Chica del Adiós” de Neil Simon, e ainda os musicais “Sunset Boulevard” e “Cabaret”. Em Espanha, Tolcachir também dirigiu “Tierra del fuego” de Mario Diament; “La verdad de Florean Zeller” e “Copenhague” por Michael Frayn.
Pelos seus trabalhos, recebeu os prémios ACE, Clarín, María Guerrero, Teatros del Mundo, Teatro XXI e foi nomeado ao prémio Konex como um dos melhores encenadores da década. Em Espanha, recebeu o prémio Ercilla e foi nomeado nos Max e, em Itália, recebeu o prémio Ubu pela sua versão de Emilia.
As suas obras foram já apresentadas em mais de 20 países e foram traduzidas para seis idiomas. Desde 2001, dirige, juntamente com a sua equipa, o espaço cultural TIMBRE 4. Como professor, já deu formação em Itália (por duas vezes na Bienal de Veneza), França, Espanha, Chile, Brasil, Uruguai, Peru e Estados Unidos.

Data

09 - 24, Abril 2020

Horário

23H00

Duração

Faixa etária

Preço

Parceiros do projeto e direção artística CSS Teatro stabile di innovazione del Friuli Venezia Giulia (Itália), CREPA – Centre de Recherche et d’Expérimentation en Pédagogie Artistique (CFWB/Bélgica), Teatro Nacional D. Maria II, TAGV – Teatro Académico de Gil Vicente (Portugal), La Comédie de Reims – Centre Dramatique National, Comédie de Caen – Centre Dramatique National de Normadie (França) Com o apoio de MiBACT – Direzione Generale Spettacolo, Regione Autonoma Friuli Venezia Giulia – Direzione centrale cultura, sport e solidarietà, Fondazione Friuli (Itália) Com a participação de Accademia Nazionale d’Arte Drammatica Silvio d’Amico, Short Theatre, Teatro di Roma, ERPAC – Ente Regionale Patrimonio Culturale Friuli Venezia Giulia (Itália); Théâtre de Liège – Centre Européen de Création Théâtrale et Chorégraphique, Centre des Arts Scéniques, Ministère de la Communauté Française – Service Général des Arts de la Scène, Wallonie-Bruxelles Internacional (CFWB/Bélgica); Ministère de la Culture et de la Communication, Fonds d’Assurance Formation des Activités du Spectacle (França); Universidade de Coimbra (Portugal)