19

Out

19

Oct

Seg


21H30

DURAÇÃO


1h41

Ver Preços

Davide Carnevali

De Mário Barroso

a história contada é conhecida: em 1918, Maria Adelaide Coelho da Cunha, herdeira e proprietária do Diário de Notícias, abandona o luxo social, cultural e familiar em que vive, para fugir com um chauffeur, 26 anos mais novo

A história que é contada é pública e conhecida: em 1918, Maria Adelaide Coelho da Cunha, herdeira e proprietária do Diário de Notícias, abandona o luxo social, cultural e familiar em que vive para fugir com um insignificante chauffeur, 26 anos mais novo. As consequências desta sua decisão serão obviamente dolorosas e moralmente devastadoras.

Mário Barroso (Lisboa, 1947) é considerado um dos melhores e mais premiados diretores de fotografia portugueses, tendo trabalhado, entre outros, com ilustres realizadores como Manoel de Oliveira, João César Monteiro, Raoul Ruiz, José Fonseca e Costa e Jean-Claude Biette. Realizou curtas-metragens, documentários, programas de televisão, telefilmes, e três longas-metragens: “O Milagre Segundo Salomé” (2004), uma adaptação do romance homónimo de José Rodrigues Miguéis, muito bem recebido pela crítica e pelo público; “Um Amor de Perdição” (2009), selecionado para vários festivais internacionais de cinema, entre eles Locarno, e, agora, “Ordem Moral” (2020).

Data

19, Outubro 2020

Horário

21H30

Duração

1h41

Faixa etária

M14

Preço

€5
€3,5 < 25, estudante, > 65, comunidade UC, rede alumni UC, grupo ≥ 10, desempregado, profissional do espetáculo, parcerias

Eventos com aquisição de bilhete
Bilheteira TAGV
1 hora antes dos espetáculos e 30 minutos antes das sessões de cinema. Encerra 30 minutos após o seu início

Local auditório TAGV

De Mário Barroso

Com Maria de Medeiros, Marcello Urgeghe, João Pedro Mamede, João Arrais, Albano Jerónimo

Com a participação especial Isabel Ruth, Rui Morisson, Teresa Madruga

Origem Portugal, 2020