30

Mar

31

Mar

Qui


15H00
21H30

Sex


21H30

DURAÇÃO


1h20

Ver Preços

Cartas da Guerra (61—74)

De Ricardo Correia

um espetáculo que contamina o documental e o ficcional para investigar o passado colonial português. Um filho, no tempo presente, 2023, escreve uma carta ao pai em 1973. Um diálogo com cinquenta anos de atraso. Um filho que procura o seu pai com os seus 20 anos. Uma Odisseia através da Guerra Colonial Portuguesa

Um filho, no tempo presente, 2023, escreve uma carta ao pai em 1973. Um diálogo com cinquenta anos de atraso. Um filho que procura o seu pai com os seus 20 anos. Uma odisseia sobre a Guerra Colonial Portuguesa. Apoiado na mobilização do seu pai na Guiné-Bissau em 73/74, bem como na investigação de Joana Pontes sobre 13 anos de correspondência entre militares mobilizados para a Guerra Colonial e seus familiares que ficaram em Portugal, e uma ampla bibliografia temática, esta investigação da correspondência da Guerra trocada à época, que revela o que ficou nas entrelinhas e escapou à censura do regime fascista português – as lacunas, subjetividades e silêncios de uma Guerra que ainda hoje continua guardada dentro de cada um.

Data

30, Março 2023

31, Março 2023

Horário

15H00, 21H30

21H30

Duração

1h20

Faixa etária

M12

Preço

€7

€5 

descontos TAGV
< de 25 anos, estudante, comunidade uc, rede alumni uc, > 65 anos, grupo ≥ 10, desempregado, profissional do espetáculo, parcerias TAGV

Os bilhetes com desconto são pessoais e intransmissíveis e obrigam à identificação na entrada quando solicitada. Os descontos não são acumuláveis

 

espetáculos para escolas

entrada gratuita para grupos escolares
30 março 15h00

Cartas da Guerra (61-74)

De Ricardo Correia

duração aprox. 1h20

para escolas 3.º ciclo e secundário

conversa com os/as artistas no final do espetáculo

mediacao@tagv.uc.pt

Local auditório TAGV

texto, encenação, espaço cénico e desenho de luz Ricardo Correia

a partir de testemunhos de ex-combatentes da Guerra Colonial Portuguesa (61-74), bibliografia temática e com a cumplicidade da Odisseia de Homero

assistência de encenação Matilde Fachada

interpretação Cláudia Carvalho, Fábio Saraiva, Matilde Fachada, Ricardo Correia

música e desenho de som Luís Pedro Madeira

operação técnica Diogo Marques 

fotografia Carlos Gomes

design Joana Corker

cabeleireiro Ilídio Design by Carlos Gago 

direção técnica, figurinos e produção Casa da Esquina – Associação Cultural

coprodução Cineteatro de Estarreja, ACERT (Tondela), Teatro Académico de Gil Vicente (Coimbra) 

a CASA DA ESQUINA é uma estrutura apoiada e financiada pela República Portuguesa/DGArtes, Câmara Municipal de Coimbra 

o texto Cartas da Guerra (61—74) é apresentado no Clube de Leitura Teatral, leitura dirigida por Ricardo Correia, Escola Secundária D. Dinis (10 janeiro 14h00)

Cine Teatro de Estarreja 25 março

ACERT 27 março

Teatro Académico de Gil Vicente 30 e 31 março

Teatro Municipal de Ourém data a definir