23

Set

Sex


20H00

DURAÇÃO


2h00

Ver Preços

École des Maîtres

Uma Peça-Ensaio da Companhia do Latão (BR) para a Mostra São Palco

a peça propõe uma reflexão atual sobre aspetos que acompanham a sociedade brasileira desde o período colonial: a exploração do trabalho, o racismo ou a violência institucional

Nos últimos anos da ditadura civil-militar brasileira, uma família de artistas reúne-se na sua casa de praia, uma antiga fazenda colonial na região de Paraty, litoral fluminense, por ocasião do aniversário de António, estudante de medicina que deseja seguir a carreira dos pais – a atriz Teresa, que atravessa uma crise na sua carreira, e o cineasta Jonas, que, apesar de respeitado pelos seus pares do Cinema Novo, não produziu nenhuma obra de sucesso. Entre convidados e empregados, as personagens encontram-se na iminência de uma crise familiar, que se acentua no meio de discursos inflamados, discussões e acusações.
 
Escrita em 2018, na comemoração dos 20 anos da Companhia do Latão, Lugar Nenhum inspira-se nos diários de trabalho e nas obras de Anton Tchékhov. À maneira de uma peça-ensaio, são exploradas as contradições e a paralisia de parte da intelectualidade brasileira frente às mudanças históricas que o país então vivia no fim da década de 1960. A aparência apática das personagens é o traço central que revela os entraves ideológicos entre arte, política e classe social.
(adaptação livre a Português-PT)

 

A Mostra São Palco 2022 concebida pelo Teatrão, com curadoria de Jorge Louraço Figueira, é um ciclo teatral que decorre em várias cidades portuguesas, uma rede de programação a pretexto da comemoração de um momento emblemático da descolonização (cultural) do Brasil: a declaração da independência de 1822. No último trimestre 2022 será realizada uma série de eventos, entre espetáculos, conversas, conferências, oficinas, em várias cidades. A seleção dos eventos foi feitnuma tentativa de articular várias narrativas sobre a história cultural de Portugal e Brasil.

Data

23, Setembro 2022

Horário

20H00

Duração

2h00

Faixa etária

M16

Preço

€7

€5

descontos TAGV
< de 25 anos, estudante, comunidade uc, rede alumni uc, > 65 anos, grupo ≥ 10, desempregado, profissional do espetáculo, parcerias TAGV

Os bilhetes com desconto são pessoais e intransmissíveis e obrigam à identificação na entrada quando solicitada. Os descontos não são acumuláveis

Local palco TAGV

dramaturgia e direção Sérgio de Carvalho

interpretação Beatriz Bittencourt, Carlos Santos, Érika Rocha, Helena Albergaria, Ney Piacentini, Ricardo Teodoro

música e atuação Cau Karam, Nina Hotimsky 

voz do policial Rogério Bandeira

cenografia Valdeniro Paes, Sérgio de Carvalho

pintura do telão Marcelino Fernandes

figurinos, adereços e colaboração na cenografia Carlos Escher

assistência de figurinos Ruth Melchior

iluminação Sérgio de Carvalho

arte do programa e cartaz Marcelo Berg

transcrição musical das canções Guarani Mbya José Calixto K. Cohon

imagens adicionais Filmes do acaso

assessoria de imprensa Mônica Riani

colaboração dramatúrgica Helena Albergaria

produção audiovisual e assistência de pesquisa Mauricio Battistuci

assistência de direção Maria Lívia Goes

produtora associada Natália Salles

produção João Pissarra

as personagens cantam trechos incidentais do cancioneiro popular brasileiro, além de canções de tradição caiçara, judaica e dos Guarani Mbya

fotografia João Maria

conversa pós espetáculo Desmontagem Lugar nenhum

apresentações Lugar Nenhum Teatro Académico de Gil Vicente, Teatro Cine Torres Vedras

 

Mostra São Palco – Festival de Teatro Brasileiro em Portugal é um projeto do Teatrão

em coprodução com Teatro Académico de Gil Vicente, Convento São Francisco (Coimbra), Teatro-Cine Torres Vedras (Torres Vedras), Teatro Sá da Bandeira (Santarém), Cineteatro Louletano (Loulé), Teatro Aveirense (Aveiro), Coliseu Porto AGEA, Teatro Nacional São João (Porto), Teatro Oficina (Guimarães)

financiado por Itaú Cultural (Brasil), DGArtes/República Portuguesa, Rede de Teatro e Cineteatros, Programa IBERESCENA, Programa Garantir Cultura, Município de Coimbra

curadoria Jorge Louraço Figueira

Todo Brasil Existe programa paralelo Mostra São Palco no TAGV