27

Jun

Qui


21H00

DURAÇÃO


2h00

Ver Preços

A Pereira Brava

De e com Vanda Madureira

como? Performatizando ao mesmo tempo que alguém fotografa e filma, quebrando, em tempo real, a descontinuidade do fluxo da obra de arte no aqui e agora congénito e altamente sacralizado da ação performativa

Aqui exploro a natureza efémera, intangível e precária da Arte da Performance, contrapondo-as, simultânea e reversamente, com a sua perenidade, tangibilidade e posteridade através da fixação em vídeo e em fotografia, não enquanto e apenas registos documentais, mas como forma de alargar o âmbito definidor e alcance conceptual da ação performativa (e do próprio desenho, porque é do desenho e enquanto desenho que a minha performance/ação brota e se incorpora).

Virando a página e desejando ultrapassar o zeitgeist (espírito do tempo) em que, muitas vezes, as performances eram encaradas como negações-antíteses do objeto artístico, procurarei o que está para além das idiossincrasias consensuais da Arte da Performance. Como? Performatizando ao mesmo tempo que alguém fotografa e filma, quebrando, em tempo real, a descontinuidade do fluxo da obra de arte no aqui e agora congénito e altamente sacralizado da ação performativa.

Projeta-se um acontecimento dividido em três momentos

 

Instalação vídeo/Tríptico de Desenho de Ação

Desenho em 3 Actos

Adumbratio Vivus + Tribuo +  Adumbratio Intimus

Local Sala Branca TAGV (até 12 de julho)

 

Performance/Desenho de Ação Desenho Ecuménico

Eu desenho de ti, tu desenho de mim

Nós, etéreo esboço

– Desenho, talvez te quisesse tomar para mim, mas se tu já me tomas…

E tomar? não será sorver, em vez de possuir?

Possuir sem ter posse

Estar possuído por ti e livre de nós.

Enlear e ser saber enleado

Unirmo-nos de nós numa multiplicidade de linhas.

O verso do uno, o multireverso.

 

Conversa Metabolismos da Performance no Espaço Académico

Com Carlos Gordilho, Nelson Guerreiro, Liliana Coutinho

Moderação Fernando Matos Oliveira

Data

27, Junho 2019

Horário

21H00

Duração

2h00

Faixa etária

para todos os públicos

Preço

entrada gratuita

Local Sala Branca e auditório TAGV (lotação limitada)

Criação Vanda Madureira

Imagem, edição Sérgio Gomes

Fotografia Jorge das Neves

Escultura Antónia Labaredas, Vanda Madureira

Flores de papel Libánia

Música “Et si tu n’existais pas”

Riscos e rabiscos, com a participação especial de Argentina Feijão, Electra das Neves, Maria Feijão

Agradecimento António Olaio, António Gouveia, CAPC – Circulo de Artes Plásticas de Coimbra, Colégio das Artes da Universidade de Coimbra, Mafalda Santos, Origami Produções, Lda, Palhó, Pedro Pousada

Clique ou faça scroll para ver o próximo evento.

Toque para ver o próximo evento.

Performance

Afroeuropeans