14

Jun,2017

Qua


21H30

DURAÇÃO


1h00

Ver Preços

Coimbra Pela Vida

Encenação de Luísa Pinto

Fala sobre violência de género, rutura, solidão e incapacidade para amar, num país marcado pela recessão e pelo envelhecimento

ONDE O FRIO SE DEMORA fala sobre violência de género, rutura, solidão e incapacidade para amar, num país marcado pela recessão e pelo envelhecimento. O texto resulta de conversas longas e sem filtros tidas com três pessoas residentes na Área Metropolitana do Porto e a repórter jornalista do Público Ana Cristina Pereira. Três vozes de um país progressista e conservador, moderno e obsoleto, tranquilo e violento, em qualquer caso, desigual. É uma proposta de teatro-documental. Uma brecha para um mundo feminino de desencontro, de desamor, de violência na intimidade – umas vezes evidente, outra subtil. O interlocutor original desaparece. O espectador assume o seu lugar, faz as vezes de parceiro mudo.

Esta criação dá continuidade ao percurso da encenadora Luísa Pinto, que tem privilegiado textos originais escritos em português, aliando a criação artística com preocupações éticas e sociais numa pesquisa teatral de linha contemporânea.

Data

14, Junho 2017

Horário

21H30

Duração

1h00

Faixa etária

M/16

Preço

€7
€5 < 25, estudante, > 65, grupo ≥ 10, desempregado, parcerias

Local auditório TAGV (lotação limitada)

Texto Ana Cristina Pereira Encenação, cenografia e figurinos Luísa Pinto Interpretação Margarida Carvalho Composição original e interpretação musical ao vivo Peixe (Ornatos Violeta e Pluto) Desenho de luz Bruno Santos Fotografia e vídeo Paulo Pimenta Assistente de produção Cláudia Pinto Produção Narrativensaio AC No âmbito da Mostra de Teatro Documental OUTRAS VOZES, OUTRAS GENTES Uma produção da Hermes – Cooperativa de Programação e Produção de Eventos Culturais, com o apoio do Ministério da Cultura/DGArtes