29

Mai

24

Jul

Sáb


14H00
22H30

Ver Preços

Prémio Estação Imagem 2021 Coimbra

Morte e Negação na Amazónia de Felipe Dana

o grande fotojornalismo volta a concentrar olhares em Coimbra já a partir do final de Maio, com o regresso do PRÉMIO ESTAÇÃO IMAGEM e do festival que lhe está associado

Manaus, a capital da Amazónia no Brasil, é uma das cidades mais atingidas no país. Segundo registos oficiais, o Brasil perdeu já mais de 400 000 vidas devido ao novo coronavírus. No entanto, na falta de provas em contrário, muitas famílias têm negado que a doença da covid-19 tenha efectivamente causado a morte dos seus entes queridos. Isto significa que o número oficial de mortos é provavelmente uma subcontagem muito considerável.
Enquanto as ambulâncias circulam por Manaus com as sirenes a tocar e as retroescavadoras abrem novas filas de sepulturas, o ar abafado desta cidade nas margens do imponente rio Amazonas parece ter ficado ainda mais denso do que o normal com este tipo de negação generalizada. Em Abril e Maio de 2020, Manaus contabilizou quase o triplo do número normal de mortos.
Médicos e psicólogos atribuem a negação entre os grupos maioritários da população a uma mistura de desinformação, baixa escolaridade, testes insuficientes e mensagens contraditórias da liderança política. O principal dos cépticos é o presidente da nação, Jair Bolsonaro, que repetidamente chamou a covid-19 de «pequena gripe» e argumentou que a preocupação com o vírus era exagerada. Porém, em Julho, o presidente passou a fazer parte das estatísticas, pois encontrou-se também ele entre os milhões de brasileiros infectados com o coronavírus. Felipe Dana

Felipe Dana (Rio de Janeiro, 1985) juntou-se à Associated Press, decidido a dedicar-se em exclusivo ao fotojornalismo, focando-se na altura no tumulto social que se fazia sentir na sua cidade natal durante os preparativos para o Campeonato do Mundo de Futebol de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016. Dana documentou também a violência urbana na América Latina, a epidemia do Zika, a crise dos migrantes na Europa e em África, e os conflitos armados no Médio Oriente. O seu trabalho recebeu vários prémios, incluindo, os prémios World Press Photo, POYi – Pictures of the Year International e Batam, OPC – Overseas Press Club, NPPA – National Press Photographers Association, CHIPP – China International Photo Competition, e o Atlanta Photojournalism. Felipe Dana fez também parte das equipas finalistas da Associated Press nomeadas para os prémios Pulitzer de 2017, 2018 e 2019.

Data

29 - 24, Julho 2021

Horário

14H00, 22H30

Duração

Faixa etária

para todos os públicos

Preço

Entrada livre

segunda a sábado 14h00 — 22h30

 

Local Café TAGV

Exposição de fotografia de Felipe Dana (24 fotografias 60x50cm)

Integrada no Prémio Estação Imagem 2021 Coimbra, Festival Internacional de Fotojornalismo

Clique ou faça scroll para ver o próximo evento.

Toque para ver o próximo evento.

Cinema à Segunda

Mr. Klein – Um Homem na Sombra