27

Mar

Qua


16H00

DURAÇÃO


1h15

Ver Preços

John McEnroe: O Domínio da Perfeição

De Diego Bagagal

peça-manifesto: das Sagradas Escrituras à literatura de Oscar Wilde, da ópera de Richard Strauss ao teatro laboratório de Jerzy Grotowski, além das memórias autobiográficas do próprio performer

Salomé, personagem bíblica vilificada por ter pedido a cabeça do profeta João Batista numa bandeja de prata ao Rei Herodes, é o arquétipo escolhido por Diego Bagagal, para abordar de sexualidade, misoginia, política, desejo e terrorismo. Ainda que se constitua como um espetáculo solo, são muitas as presenças nesta peçamanifesto: das Sagradas Escrituras à literatura de Oscar Wilde, da ópera de Richard Strauss ao teatro laboratório de Jerzy Grotowski, além das memórias autobiográficas do próprio performer.

Diego Bagagal é ator e dramaturgo. Além de diretor artístico do Madame Teatro, foi curador do Festival FIT-BH 2016. É formado em Comunicação Social pelo Unicentro Newton Paiva e Atuação pelo Teatro Universitário (UFMG). Em 2007 realizou uma pós-graduação em “Creating Theatre and Performance” pela London International School of Performing Arts. Recebeu alguns prémios, entre eles: “Artista Revelação” pela Revista Encontro (2011), “Prémio Cena Minas”, “Prémio CenaMúsica” e “Cultura Copa” pelo Ministério da Cultura do Brasil.

2019 assinala a 4ª edição do Festival bianual Encontros de Novas Dramaturgias (Festival END), que se junta novamente ao Teatro Académico de Gil Vicente, em articulação com outras estruturas culturais da cidade de Coimbra, para pensar e divulgar a criação de novos textos para palco. O Festival END apresenta, durante 3 dias, alguma da mais recente produção de dramaturgia em Portugal, respeitando a diversidade estética dos seus autores e convocando outros lugares onde também reside a literatura, como a performance ou a dança. A presente edição continua assim a dar conta e interrogar as várias dimensões da literatura nas artes do palco.

Data

27, Março 2019

Horário

16H00

Duração

1h15

Faixa etária

M/16

Preço

Entrada livre

Local Galeria do Colégio das Artes (lotação limitada)

Criação, texto, interpretação Diego Bagagal

Cocriação Mickaël de Oliveira

Banda sonora original e direção musical Chico Neves

Cenografia Martim Dinis

Figurino Sônia Pinto

Desenho de luz Allan Calisto

Vídeo Sofia Marques Ferreira

Produção Madame Teatro, Colectivo 84

Fotografia Bruno Simão

Coprodução END – Festival Encontros de Novas Dramaturgias TAGV, Colectivo 84

Espetáculo integrado no Ciclo Ida&Volta procura juntar autores que abordam – cada um a partir dos seus territórios – a ideia de viagem e de fronteira, num largo triângulo que desenha a sua geometria e geopolítica entre Portugal, o Brasil e o Irão

Parceria Colégio das Artes da Universidade de Coimbra

Espetáculo integrado na 21.ª Semana Cultural da Universidade de Coimbra

Clique ou faça scroll para ver o próximo evento.

Toque para ver o próximo evento.

Teatro

Veneno