07

Jun

Sex


21H30

DURAÇÃO


1h40

Ver Preços

Maria espera e desespera sem notícias do filho, espezinhada pela burocracia, atormentada apenas pelas memórias dos que a poderiam ajudar mas a abandonaram à sua sorte

Estava esta mãe Maria, Meri, Marí, mulher dura, do povo, ignorante mas conhecedora da crueza das leis da rua, em busca do próprio filho que, por fatalidade, lhe nasceu inteligente e se enredou nas malhas/“tralhas” da política, tendo sido preso e levado não se sabe bem para onde. Maria espera e desespera sem notícias do filho, espezinhada pela burocracia, atormentada apenas pelas memórias dos que a poderiam ajudar mas a abandonaram à sua sorte, cruelmente, sem piedade. Incapaz de compreender os ideais políticos aos quais o filho se entregou, esgotada e entregue à dor, acaba por ceder à resignação, própria da sobrevivência.

O TEUC – Teatro dos Estudantes da Universidade de Coimbra é o grupo de Teatro Universitário mais antigo da Europa em atividade contínua. Abre curso de formação de 2 em 2 anos oferecendo workshops nas diversas áreas do Teatro. A primeira apresentação pública do TEUC realizou-se em 27 de Junho de 1938, ainda com a designação de Grupo Cénico da Secção de Fado Académico de Coimbra, no contexto de uma noite vicentina que compreendia a Farsa de Inês Pereira, o quadro Todo o Mundo e Ninguém do “Auto da Lusitânia”, o quadro Os Quatro Irmãos da “Farsa do Juiz da Beira” e a Súplica de Cananeia, com encenação de Paulo Quintela.

Durante os seus primeiros trinta anos de existência, a actividade do TEUC foi marcada pela direcção artística do Professor Paulo Quintela, tendo durante esse período sido encenados autores do Teatro Clássico Grego, como Eurípides, Sófocles e Ésquilo, clássicos do Teatro Mundial como Molière, Goethe e Calderón de La Barca, autores modernos como Tchékov e García Lorca, e, finalmente, autores portugueses, desde Luís de Camões a autores contemporâneos como Miguel Torga, Raúl Brandão e José Régio. Em Dezembro de 2006, estreia Hamlet(s), no Teatro Académico de Gil Vicente, uma grande produção que voltou a cena em Janeiro do ano seguinte, encenada por Nicolau Antunes, com base no texto de William Shakespeare.

 

A Mostra de Teatro Universitário começou em 2012 para dar a conhecer as novas criações dos grupos universitários de Coimbra e de grupos universitários internacionais, num diálogo crítico e histórico que a Academia de Coimbra mantém com o teatro universitário. A MTU pretende contribuir para a criação de um espaço comum de reflexão e de apresentação de projetos com origem na Universidade de Coimbra com as participações do CITAC, GEFAC, TEUC e, nesta edição, a participação do grupo convidado, TUP – Teatro Universitário do Porto, e a apresentação pública da Oficina dirigida por Júnior Lima (BR).

Data

07, Junho 2019

Horário

21H30

Duração

1h40

Faixa etária

M/12

Preço

€2

Local auditório TAGV

Criação TEUC 2019 Encenação Ana Teresa Santos Interpretação Carolina Moreira, Cristiana Pereira, Daniela Proença, Gabriel Lucerna, Inês Gonçalves, Mariana Marçal, Pedro Oliveira, Rita Dias

Texto Antonio Tarantino Tradução Tereza Bento

Desenho de luz Vera Silva

Operação de luz Diogo Lobo

Sonoplastia Sónia Tigre

Operação de som Rafael Santos

Produção executiva TEUC

Assistência de produção Elisa Santos

Fotografia Amândio Bastos

Grafismo Maria Beatriz Laschi, Clarissa Cosenza

Apoios UC, TAGV, CITAC, IPDJ, Câmara Municipal de Coimbra, Máfia, RUC, A Escola da Noite

Agradecimento Colégio do Carmo, O Teatrão, Sofia Lobo, Catarina Pires

Espetáculo integrado na Mostra de Teatro Universitário 2019 — MTU’19

Produção MTU’19 Teatro Académico de Gil Vicente

Clique ou faça scroll para ver o próximo evento.

Toque para ver o próximo evento.

Mostra Teatro Universitário

Criação