20

Abr

Qua


21H30

DURAÇÃO


1h00

Ver Preços

A Criação Acidental

De Tatiana Julien (FR)

na fronteira entre um concerto ao vivo de Mylène Farmer, um desfile de moda e um ringue de boxe, “ Soulèvement” apodera-se do espaço do teatro como se fosse uma tribuna: local de encontro, símbolo democrático, popular e urbano

Este solo encarna uma forma de retórica que vai buscar os gestos ao jogo de vídeo Fortnite e aos artifícios da dança contemporânea, passando pelos grandes arquétipos das palavras e dos corpos revoltados: uma geração desencantada. 

 

A bailarina e coreógrafa francesa Tatiana Julien criou a sua companhia Interscribo em 2011. No cruzamento das linguagens, a Interscribo explora formas híbridas tanto para performances em teatros como in loco, misturando profissionais e amadores, questionando o compromisso da artista em relação ao mundo e o papel do espectador/cidadão. Estas criações, muitas vezes adaptadas à arquitetura do local, oferecem dispositivos apelativos ao público e transportam uma fantasia de dança que contamina em todo o lado, a toda a hora, uma dança que cria empatia. Paralelamente ao seu trabalho, Tatiana Julien continua a atuar para outras coreógrafas, incluindo Olivia Grandville e Boris Charmatz.  

Data

20, Abril 2022

Horário

21H30

Duração

1h00

Faixa etária

M16

Preço

€7

€5
< 25, estudante, > 65, comunidade UC, rede alumni UC, grupo ≥ 10, desempregado, profissional do espetáculo, parcerias

Bilheteira TAGV 1 hora antes dos espetáculos e 30 minutos antes das sessões de cinema. Encerra 30 minutos após o seu início

+ info bilheteira@tagv.uc.pt

Local auditório TAGV (lotação limitada)

coreografia e performance Tatiana Julien 

música e design sonoro Gaspard Guilbert 

desenho de luz Kevin Briard  

direção de cena (digressão) Kévin Briard, Baptiste Joxe, Agathe Patonnier  

figurinos Tatiana Julien, Catherine Garnier 

documentação (arquivos sonoros) Catherine Jivora 

assistentes de coreografia Clémence Galliard, Sylvain Riejou 

produção Interscribo Company – Fanny Hauguel, Lola Blanc 

coprodução Espace des Arts, Scène nationale Chalon-sur-Saône, Art Danse CDCN Dijon Bourgogne Franche-Comté, Les Hivernales CDCN d’Avignon, La Commanderie – Mission Danse de Saint- Quentin-en-Yvelines, Maison de la Culture d’Amiens — Pôle européen de création et de production, L’échangeur — CDCN Hauts-de-France  

residências Montévidéo, Créations Contemporaines – Atelier de Fabrique Artistique, Le Prisme – Théâtre de Saint-Quentin-en-Yvelines, La Filature, scène nationale de Mulhouse, L’Atelier de Paris CDCN, Compagnie DCA à Saint- Denis  

versão internacional produzida com o apoio de Tanzfabrik Berlin in the frame of apap – FEMINIST FUTURES, apap – FEMINIST FUTURES co-funded by the Creative Europe Programme of the European Union, Maison de la Culture d’Amiens – Pôle européen de création et de production  

coapresentação com o DDD – Festival Dias da Dança (Palácio do Bolhão, 22 e 23 abril 19h30)

estreia nacional/no âmbito da Temporada Portugal-França 2022

tradução do excerto da obra “O Homem Revoltado” de Albert Camus, editada pela Livros do Brasil/Grupo Porto Editora

fotografia Hervé Goluza

Festival Abril Dança em Coimbra Teatro Académico de Gil Vicente/Universidade de Coimbra, Convento São Francisco/Câmara Municipal de Coimbra