09

Jun

Qui


21H30

DURAÇÃO


1h05

Ver Preços

You Can’t Win, Charlie Brown /adiado/

De Sónia Baptista

quanto tempo se mantém esse estado de urgência emocional? Essa paixão veemente? Durante três minutos? Em ciclos de meia hora ? Ou será que conseguimos, num minuto passar da placidez à raiva, à ira, à fúria?

Nas Epistolas de Horácio é exposta pela primeira vez esta máxima: Ira furor brevis est. A ira é uma loucura temporária,. Quanto tempo se mantém esse estado de urgência emocional? Essa paixão veemente? Durante três minutos? Em ciclos de meia hora ? Ou será que conseguimos, num minuto  passar da placidez à raiva, à ira, à fúria? Como é que construímos dramatúrgica e emocionalmente uma sucessão desses momentos? Que forma têm, que forma ganham, essas paixões? São monstruosas? Somos, monstruosas?

Partimos da pesquisa e reflexão sobre textos clássicos, textos filosóficos contemporâneos, expressões de cultura popular, ensaios sobre sociedade e género, sobre ecofeminismo, sobre o desejo de uma vivência punk que desafia o status quo. Uma vivência  hopepunk, com essa mistura radical de otimismo alimentado pela raiva de querer mudar o status quo. “A Gentileza é Punk. A Compaixão é Radical. O Apreço é Subversivo.”

Data

09, Junho 2022

Horário

21H30

Duração

1h05

Faixa etária

M12

Preço

€7

€5



Local auditório TAGV

direção, escrita, interpretação Sónia Baptista

co-criação Joana Levi, Teresa Silva, Ana Valentim, Tita Maravilha, Daniel Pizamiglio, João Nunes Monteiro

interpretação Sónia Baptista, Joana Levi, Paulo Pascal, Gaya de Medeiros, Francisca Pinto, Bruno Nogueira

espaço cénico Raquel Melgue, Mariana Gomes

figurinos João Caldas, Sónia Baptista

desenho de luz Daniel Worm

vídeo Rita Barbosa, Jorge Jácome, Ana Libório, Margarida Teixeira

desenho de som Rodrigo Gomes

acompanhamento dramatúrgico/ensaios/conversas Patrícia Azevedo da Silva, Gisela Casimiro, Anna KIffer, Ana Pais

consultoria científica Ana Cardoso Oliveira

plataforma digital, publicação, filmagem de espetáculo OH!MANA

direção de produção Elisabete Fragoso

comunicação Cláudia Duarte

fotografia de cena Alípio Padilha

coprodução Alkantara Festival, São Luiz Teatro Municipal, Teatro Académico de Gil Vicente/Festival END

apoios às residências Gaivotas 6, Alkantara, Estúdios EVC, O Espaço do Tempo, Companhia Olga Roriz

conversa pós-espetáculo com os artistas

espetáculo bilíngue falado em português e em Língua Gestual Portuguesa

espetáculo integrado no ciclo Sentimentos Públicos, Curadoria Ana Pais